Notícias



Parabéns Itapecerica da Serra por seus 142 anos...

Conheça aqui a história da cidade de Itapecerica da Serra
Visualize fotos

 

Topônimo

"Itapecerica" é um termo de origem tupi antiga que significa "pedra achatada escorregadia", através da aglutinação dos termos itá ("pedra"), peb ("achatada"), syryk ("escorregadia") e a (sufixo nominal).[8].

No Vocabulário na Língua Brasílica, encontramos a seguinte definição: "Aguoa que corre per lages e não em bica mas espalhada cubrindo toda a superficie. — Itapecigrica".

História

Em 1562, por força de um levante armado que culminou em um ataque dos índios da Confederação dos Tamoios à vila de São Paulo de Piratininga (atual cidade de São Paulo) e a outros núcleos de povoamento e colonização portuguesa, a Companhia de Jesus instalou, entre agosto e setembro de 1562, postos de defesa e colonização avançados.

Itapecerica da Serra tem origem em uma aldeia de índios pacificados pelos Jesuítas[9] provavelmente a 3 de setembro de 1562[10], sob a invocação de Nossa Senhora dos Prazeres, com o propósito de ser um posto avançado de colonização, catequização e de defesa contra ataques indígenas.

No século XVII, o núcleo da população indígena foi consideravelmente aumentado com a vinda dos indígenas trazidos da aldeia de Carapicuíba, trazidos pelo sertanista Afonso Sardinha e deixados sob a posse do Padre Belchior de Pontes para serem convertidos ao catolicismo.[10][11]

Em 1689, a capela de Itapecerica contava com mais de novecentas almas sob a posse do padre Diogo Machado, da Companhia de Jesus.[10][11]

Em 1841, Itapecerica foi elevada à categoria de freguesia, tendo, como patrona, Nossa Senhora dos Prazeres e teve como primeiro vigário o padre Bento Pedroso de Camargo, nomeado por dom Manuel Joaquim Gonçalves de Andrade.[10][11]

Fazia parte do território do antigo município de Santo Amaro, instalado em 7 de abril de 1833 quando foi separado de São Paulo.

Em 8 de maio de 1877 foi elevada a categoria de vila com a denominação de Itapecerica, quando se emancipou do antigo município de Santo Amaro[10][11], que em 1935 foi reintegrado e se tornou distrito paulistano.

Em 19 de dezembro de 1906, através da Lei Estadual nº 1.038 Itapecerica foi elevada à categoria de Cidade.[10]

Em 1930, com a construção da Estrada de Ferro Mairinque-Santos (Sorocabana), que passa pela cidade atravessando o bairro da Aldeinha, houve uma certa expansão da economia da cidade.

Em 30 de Novembro de 1944, Itapecerica passou denominar-se Itapecerica "da Serra" para diferenciar-se de sua homônima nas Minas Gerais e por estar na zona fisiográfica de Paranapiacaba.[10][11]

Em 1959, foi criada a Comarca de Itapecerica da Serra[10], composta pelos atuais municípios de Embu, Embu-Guaçu, Itapecerica da Serra, Juquitiba, São Lourenço da Serra e Taboão da Serra. (na época eram Distritos da Cidade de Itapecerica da Serra)[10][11]

Em 1960 com a conclusão da Rodovia Régis Bittencourt BR-116, que passa pela região em direção ao Sul do Brasil, o acesso á cidade foi consideravelmente melhorado, tendo a inauguração da rodovia contado com a presença do então presidente da república Juscelino Kubitschek.

Nas décadas seguintes, a rodovia possibilitou a chegada de novas industrias a região, melhorando consideravelmente a economia do município.

Emancipações

Na década de 50, o município itapecericano detinha um sério problema de repasse de verbas devido sua grande extensão territorial, sendo incapaz de manter toda sua área. Em decorrência desta dificuldade, movimentos emancipacionistas ganharam força na região.

Em 18 de fevereiro de 1959Embu das Artes foi elevado à categoria de município.

Em 18 de fevereiro de 1959Taboão da Serra foi elevado à categoria de município. O município carrega Serra em seu nome como homenagem a cidade mãe.

Em 28 de fevereiro de 1964Juquitiba foi elevado à categoria de município, quando se emancipou de Itapecerica da Serra.

Em 28 de março de 1965Embu-Guaçu foi elevado à categoria de município.

Em 30 de dezembro de 1991, o então Distrito de São Lourenço da Serra, foi elevado à categoria de município.

Automobilismo

Em 1908, o Automóvel Club de São Paulo acabava de ser criado. Como parte de seus projetos, a entidade promoveu uma competição de automóveis e motocicletas.

O trajeto escolhido percorria algumas estradas antigas que interligavam São Paulo ao Sertão. Os principais pontos de passagem deste trajeto era o próspero bairro paulistano de Pinheiros, a Freguesia de MBoy, Itapecerica e o município de Santo Amaro. O chamado Circuito de Itapecerica percorreu mais de 70 quilômetros entre a saída do Parque Antártica indo até o ponto mais distante em Itapecerica, e retornando ao ponto de partida.

O evento foi realizado no dia 26 de julho de 1908, e entrou para a história do automobilismo mundial.

Apesar da poeira e do terreno áspero e acidentado, não houve acidentes. O vencedor foi o desportista Sílvio Penteado, com seu Fiat de 40HP.

Essa corrida de automóvel tornou-se a primeira oficial na América do Sul.

 

Geografia

Itapecerica faz parte da zona fisiográfica da serra de Paranapiacaba, Seus limites são Embu das Artes a norte, a capital a leste, Embu-Guaçu e São Lourenço da Serra a sul e Cotiaa oeste

 

Clima

O clima da cidade, como em toda a região metropolitana de São Paulo, é o subtropical. mas no verão a cidade é bem abafada e com um ar seco, mas quando chove a cidade fica com ar úmido e fresco.Inverno ameno e sub-seco(W). Com características de Clima Subtropical com inverno seco. tipo Cwa. Onde "C" indica clima temperado com temperaturas no inverno entre -3 °C até 22 °C. O "w" indica invernos secos, e o "a" indica verões quentes e úmidos com chuvas de verão. O clima subtropical nada mais é do que o clima temperado com verões quentes. No tipo Cfb, o clima é sempre úmido pela presença da letra "f" no meio da sigla, e "b" indica que não existe estação quente, mas sim morna ou amena como acontece em cidades como Curitiba/PR, Apiaí/SP, Caxias do Sul/RS. O clima Cfb é o clima temperado úmido propriamente dito.

A média de temperatura anual gira em torno dos 18Cº, sendo o mês mais frio Julho (média de 13 °C) e o mais quente Fevereiro (média de 22 °C). O índice pluviométrico anual fica em torno de 1 400 mm.

O clima lembra muito o da cidade de São Paulo, a "Cidade da Garoa", no tempo em que a metrópole paulistana tinha suas matas preservadas e a chuvinha fina no inverno era bem mais constante. Hoje em dia, pelo fato das mudanças climáticas, são menos frequentes.

 

Hidrografia

 

Rodovias

 

Subdivisões

A cidade de Itapecerica está subdividida em diversos bairros. Os principais são: Centro, Parque ParaísoValo Velho, Jardim Hitóshi, Jardim Branca Flor, Lagoa, Jardim Anâlandia, Jardim Paraíso, Jardim Itapecerica, Jardim Montesano, Jardim Jacira, Jardim Sampaio, Recreio Campestre, Jardim São Marcos, Jardim Embu-Mirim, Jardim MombaçaJardim Imperatriz, Jardim das Palmeiras, Jardim Cinira, Jardim Marilu, Itaquaciara, Crispim, Jardim São Pedro, Jardim Renato, Jardim das Oliveiras, Olaria, Potuverá, Recanto da Floresta, Ressaca, Aldeinha, Recreio Primavera, Yara Ceci, Jardim Idemori, Jardim Santa JuliaChácara Santa Maria, dentre outros.

 

Comunicações

A cidade foi atendida pela Companhia Telefônica Brasileira (CTB) até 1973[12], quando passou a ser atendida pela Telecomunicações de São Paulo (TELESP), que construiu a central telefônica utilizada até os dias atuais. Em 1998 esta empresa foi privatizada e vendida para a Telefônica[13], sendo que em 2012 a empresa adotou a marca Vivo[14] para suas operações de telefonia fixa.

 

Cultura

Itapecerica conta com a tradicional Festa do Peão de Boiadeiro que acontece anualmente em julho. É a maior festa do gênero na região e atrai milhares de pessoas das cidades vizinhas e da capital, que acompanham as disputas de montaria dos peões na arena, além dos grandiosos shows sertanejos e mais coisas tambem.

 

Demografia

Sua população se distribui de maneira irregular havendo grande concentração nos bairros das áreas do entorno do centro da cidade.

Dados do Censo - 2010

População total: 152.614

Densidade demográfica (hab./km²): 1.015,41

Mortalidade infantil até 1 ano (por mil): 11,9

Expectativa de vida (anos): 70,69

Taxa de fecundidade (filhos por mulher): 2,44

Taxa de alfabetização: 94,38%

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M): 0,783

(Fonte: IPEADATA)

 

Turismo

A área turística mais visitada de Itapecerica da Serra é o Kinkaku-ji, templo ecumênico e cinerário, construído em estilo arquitetônico japonês. Está localizado dentro do "Parque Turístico Nacional do Vale dos Templos" e é rodeado por jardins japoneses, lago de carpas e Mata Atlântica.

 

Religião

Pode-se verificar diversas manifestações religiosas na cidade. Embora tenha se desenvolvido sobre uma matriz social eminentemente católica, tanto devido à colonização quanto à imigração portuguesas — e ainda hoje a maioria dos itapecericanos declara-se católica —, é possível encontrar atualmente na cidade uma diversidade de outras religiões e templos, como o kardecismo (espírita), umbandacandomblémessiânicabudistas, além de outras denominações protestantes diferentes.

De acordo com dados do censo de 2010 realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a população de Itapecerica da Serra está composta por: católicos (90 635), protestantes (38 616), pessoas sem religião (16 500), espíritas (1 700), entre outros.

A cidade possui os mais diversos credos protestantes ou reformados, como a Igreja Presbiteriana, a Igreja Metodista, as igrejas batistas, a Igreja Assembleia de Deus, a Igreja Adventista do Sétimo Dia, a igreja Internacional da Graça de Deus, a Igreja Mundial do Poder de Deus, a Igreja Universal do Reino de Deus, a Congregação Cristã no Brasil, entre outras. Com destaque para as Igrejas Assembleia de Deus, que contam com cerca de 10 000 membros em seus diversos ministérios, e a Congregação Cristã no Brasil, com cerca de 3 000 membros.

Veja também

Referências

  1.  «O recorte das Regiões Geográficas Imediatas e Intermediárias de 2017» (PDF). Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 2017. p. 20–34. Consultado em 10 de agosto de 2017
  2. ? IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010
  3. ? Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (30 de agosto de 2017). «Estimativas da população residente no Brasil e unidades da federação com data de referência em 1º de julho de 2017». Consultado em 24 de setembro de 2017
  4. ? «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil» (PDF). Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 31 de julho de 2013
  5. Ir para:a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2016». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 5 de março de 2019
  6. ? «Lei Complementar nº 1.139, de 16 de junho de 2011». Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo. Consultado em 1 de fevereiro de 2017
  7. ? «Região Metropolitana de São Paulo». Plano de Desenvolvimento Urbano Integrado da Região Metropolitana de São Paulo. Consultado em 1 de fevereiro de 2017. Cópia arquivada em 27 de janeiro de 2017
  8. ? NAVARRO, E. A. Dicionário de tupi antigo. São Paulo. Global. 2013. p. 574.
  9. ? Amaral, Antonio Barreto do. dicionário de História de São Paulo. São Paulo: Imprensa Oficial, 2006. Página 351.
  10. Ir para:a b c d e f g h ihttp://www.itapecerica.sp.gov.br/sobre_municipio/sobre_municipio/sobre_municipio.phpArquivado em 3 de janeiro de 2012, no Wayback Machine. Prefeitura Municipal de Itapecerica da Serra (ver Histórico e também Formação Administrativa)
  11. Ir para:a b c d e f http://www.camaraitapecerica.sp.gov.br/Municipio/Pagina.aspx?tipo=historicoArquivado em 14 de agosto de 2014, no Wayback Machine. Câmara Municipal de Itapecerica.
  12. ? «Relação do patrimônio da CTB incorporado pela Telesp» (PDF). Diário Oficial do Estado de São Paulo
  13. ? «Nossa História». Telefônica / VIVO
  14. ? GASPARIN, Gabriela (12 de abril de 2012). «Telefônica conclui troca da marca por Vivo». G1

 

Ligações externas

 

Fonte: Wikipedia.

https://pt.wikipedia.org/wiki/Itapecerica_da_Serra

 




Publicado em: 07 de maio de 2019

Publicado por: Assessoria de Imprensa MTB: 0063790/SP

Cadastre-se e receba notícias em seu email

Categoria:Notícias da Câmara

Fique por dentro

Outras Notícias

Vereadores da Câmara debatem e votam Projeto de Lei nº 1762/19

12 de julho de 2019

   Nesta manhã (12/07) os moradores da cidade de Itapecerica da Serra presentes no Plenário David Farah e aqueles que acompanhavam pela internet a 1ª sessão extraordinária do recesso parlamentar p...

Leia Mais

Moradores do Jd. Petrópolis denunciam obra que estaria irregular.

18 de junho de 2019

 Os vereadores voltam a se reunir na 19ª sessão ordinária do ano. A sessão realizada às terças-feiras é transmitida ao vivo pela internet, os munícipes que não puderem comparecer ao Plenário da Câm...

Leia Mais

Audiência Pública da Autarquia da Saúde é realizada na Câmara Municipal.

14 de junho de 2019

 Representando a Autarquia da Saúde, a Coordenadora Administrativa Simone da Luz, a Diretora Financeira Greice de Souza e o consultor da Conam David Fernandes compareceram hoje, dia 14 de junho, pa...

Leia Mais

Moções de Aplausos e Congratulações são aprovadas na 18ª sessão ordinária

11 de junho de 2019

   Na 18ª sessão ordinária do ano, realizada nesta terça-feira (11/06), após a leitura e votação dos requerimentos, foram aprovadas as Moções de Aplausos e Congratulações.  As moções aprovadas ho...

Leia Mais

Vereadores prestigiam a abertura dos Jogos Regionais do Idoso - JORI

05 de junho de 2019

   O município receberá o 23º Jogos Regionais do Idoso da 1ª Região Esportiva do Estado de São Paulo, e a cidade de Itapecerica da Serra realizou a abertura oficial, hoje, no dia 5 de junho, às 13...

Leia Mais

Câmara Municipal realiza a 17ª sessão ordinária do ano.

04 de junho de 2019

 A 17ª sessão ordinária, como ocorre regimentalmente às terças-feiras, foi realizada hoje (4/06) na Câmara Municipal.   Os vereadores aprovaram Moções de Aplausos e Congratulações à Reabertura do...

Leia Mais